Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Partilhe esta Página

 Só Grandes Músicas 


 Sistema Flying

Rastreamento Aéreo


 

Visite e curta o AviComTur


 


Fortaleza - CE


 

Natal - RN


 

Recife - PE


  

 

Salvador - BA


 

Rio de Janeiro - RJ


 

São Paulo - SP


 

New York


 

San Francisco - California


 

Portugal - Porto


 

 

Dubai - Emirados Árabes Unidos


 

França - República Francesa 


  

Grécia - República Helênica




 



Total de visitas: 79644
Boeing 767
Boeing 767

Boeing 767

Boeing 767-200 da VARIG

O Boeing 767 é um avião birreator desenvolvido e fabricado pela fabricante norte-americana Boeing.

O modelo foi introduzido juntamente com o 757, no início da década de 1980. É um widebody ou seja, tem a fuselagem larga, com dois corredores. O Boeing 767, com um longo alcance e baixo custo operacional, foi o principal responsável pela grande popularização dos voos transatlânticos.

É uma das aeronaves que mais cruza o Oceano Atlântico diariamente. Está sendo substituído gradativamente pelo Boeing 787.

Projetado para receber entre 200 e 300 passageiros o Boeing 767 surgiu para atender uma exigência do mercado, que necessitava de uma aeronave intermediária entre o modelo 737 e o 747. Fez seu primeiro voo em 26 de setembro de 1981. Tratava-se de um 767-200, matriculado como N767BA e dotado de dois motores Pratt & Whitney modelo JT9D de 50 mil libras de empuxo cada.

O 767 também foi a primeira aeronave widebody projetada para que apenas dois pilotos pudessem comanda-la, não exigindo um terceiro tripulante, o engenheiro de voo.

Sua história teve início em 14 de julho de 1978 com a encomenda de 30 modelos pela United Airlines. Em 19 de agosto de 1982 o primeiro 767 foi entregue, porém, a aeronave só entrou em serviço em 8 de setembro de 1982, quando realizou a rota Chicago-Denver.

Em março de 1984 surgiu o 767-200ER, uma versão que tem um alcance superior, mesmo quando muito pesado, e um tanque central adicional para permitir voos ainda mais longos. A primeira companhia a operá-lo foi a Ethiopian Airlines.

Ainda durante o início da década de 1980, a Boeing fazia estudos para conceber uma versão um pouco maior do 767. O resultado foi o 767-300, que possui 6,4 metros a mais de comprimento que o modelo -200, teve seu projeto iniciado em 29 de setembro de 1983, quando a Japan Airlines encomendou a aeronave. O primeiro 767-300 foi entregue em 25 de setembro de 1986, e entrou em operação em 20 de outubro do mesmo ano.

Ainda no ano de 1986 a Boeing realizou o primeiro voo, da versão com alcance estendido, do modelo -300, o 767-300ER, que teve como primeira operadora a American Airlines, que recebeu a primeira aeronave em 19 de fevereiro de 1988. Anos mais tarde, surgiu a versão cargueira deste modelo, dando origem ao 767-300ERF, que teve como primeira operadora a UPS (United Parcel Service).

O 767 tornou-se uma das aeronaves mais populares para a realização de voos de travessia do Atlântico, e foi uma aeronave pioneira no uso de ETOPS (Extended Twin-Engine Operations), que é um certificado que as aeronaves bimotoras recebem para poder voar mais tempo sobre áreas aonde não existe uma alternativa próxima.

Quase 20 anos após o início do programa do 767, a Boeing lançou em 1997 o 767-400, que tem 6,4 metros a mais de comprimento que o modelo -300, e 12,8 metros a mais que o modelo -200. Devido ao novo tamanho da fuselagem, o trem de pouso do 767-400 teve sua altura aumentada em 46 centímetros. Também foram feitas mudanças nos pneus, rodas e freios, que neste modelo, são compatíveis com o Boeing 777. Mudanças no cockpit e na cabine de passageiros também foram feitas, seguindo o estilo do 777. O 767-400 entrou em serviço em 14 de setembro de 2000, com as cores da companhia americana Continental Airlines.

O 767, um dos aviões mais populares da Boeing, encontra-se ainda em produção. Atualmente são fabricadas as seguintes aeronaves: 767-300ER, 767-300ERF e 767-400ER.

O 767 foi produzido em três comprimentos de fuselagem. Estes foram apresentados progressivamente, como 767-200, 767-300, e 767-400ER, respectivamente. Versões de maior alcance incluem o 767-200ER e o 767-300ER, enquanto modelos cargueiros incluem o 767-300F, um cargueiro de produção, e conversões de versões de passageiros do 767-200 e do 767-300


 

Versões do Boeing 767

Boeing 767-200

(Ver detalhes)

OBS: Página de detalhes em construção. Aguarde conteúdo.


 

Boeing 767-300

(Ver detalhes)

OBS: Página de detalhes em construção. Aguarde conteúdo.


 

Boeing 767-400

(Ver detalhes)

OBS: Página de detalhes em construção. Aguarde conteúdo.




AviComTur - Aviação Comercial e Turismo




 


AviComTur

Aviação Comercial e Turismo


 Boeing

Boeing 737



Notícias Aviação/Turismo


Novidades do Site


 

Aviso

Importante:

Este website está passando por modificações e adaptações. Alguns dos novos conteúdos estão ainda restritos em sua área administrativa. Você poderá encontrar algumas páginas em modificações e/ou construções.

Pedimos a sua compreensão e que aguarde o conteúdo dessas páginas em breve.

Obrigado pela Atenção!

Equipe AviComTur.


 

Boeing 707-320


 

Boeing 707-320 Projeto


  

Boeing 717


 

Boeing 727-100


 

Boeing 727-200


  

Boeing 727-200 Projeto


 

 

 Boeing 737


 

Boeing 737-100


 

Boeing 737-200


 

Boeing 737-800



 

 AviComTur 

Aviação Comercial e Turismo